SOMOS NOS MERCENARIOS??

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

SOMOS NOS MERCENARIOS??

Mensagem por PEREIRA GARCEZ em Qua 10 Fev 2010, 6:06 pm

Certos individuos escrevem sob a capa do anonimato, que as Tropas enviadas para Missoes no Estrangeiro, sao Mercenarios.
Individuos estes irresponsaveis, traidores,pois quando tudo vai mal abandonam o "navio" como de ratos se tratassem.
E dizem-se "portugueses democraticos", sao capazes de vender o pai ou mae como covardes que sao.
Serve esta introduçao para vos relatar e transcrever a CARTA DE UMA MAE DE UM MILITAR PORTUGUES COMANDO, como
poderia ser a de um PARA, FUZO ou outro membro das FA.

A
ASSOCIACAO DE COMANDOS.
Exm°s Senhores

-Sou mae de um dos homens que fizeram um curso e um juramento pelo nosso Pais e ingressaram nessa grande familia
que sao os Comandos.
-Acompanhei, sempre de muito perto, e sempre que podia estava presente, pois so assim sentia que o podia proteger
e lhe dava força para continuar.Quantas vezes lhe sorria e o meu coraçao estava a sangrar,com receio que alguma
coisa corresse mal.
-Nao foi facil, nunca é facil, mas sei que lhe dei todo o apoio necessario, embora sempre que o iamos levar à Uni-
dade iamos dizendo graçolas, quando vinhamos de volta era um silencio absoluto pois ninguem tinha coragem para
falar, com receio que algum soluço mal disfarçado nos denunciasse.
-No entanto, nada se compara a alegria que sentimos ao cantar o Hino do nosso Pais, naquele dia 29 Junho, na festa
da entrega das Boinas. Ja tudo tinha passado e estava esquecido.Nao se consegue evitar de falar, no arrepio quando
todos gritaram MAMA SUMAE, e as lagrimas rolavam pela nossa cara, sem que nada pudessemos fazer para as evitar.
-Duas missoes no Afeganistao, nao mudaram a minha maneira de pensar, continuo a dar-lhe toda a força que neces-
sita e a ouvir todos os seus desabafos como se eu fosse mais um deles.
-Habituei-me a olhar para todos os seus Camaradas, como se de meus filhos se tratassem e sinto-me feliz, pois sei
que me respeitam e acarinham. Eles sabem que o meu carinho por eles é sincero.
-Fico muito magoada quando alguns compatriotas, que nao compreendem o porque das coisas, nao dao valor ao seu
trabalho e lhas chamam Mercenarios, no entanto como tantas MAES, PAIS E ESPOSAS eu digo,nos nao somos melhores
nem piores que as outras familias, simplesmente SOMOS DIFERENTES.
-O coraçao da mae de um Militar Portugues, nao chora, luta contra a tristeza, para que o seu filho quando olha para
os seus olhos, sinta, alem do amor,o orgulho que ela tem, por ele fazer parte dos muitos que, com dignidade,ainda
lutam pela Paz no Mundo em que vivemos.
QUE DEUS ACOMPANHE, GUIE E PROTEJA SEMPRE OS COMANDOS

**A carta acima foi escrita num momento de desabafo e posteriormente foi enviada a um Sacerdote que teve a
coragem de dizer ao meu marido que "Hoje os militares nao sao obrigados a ir para a guerra como antigamente,
mas sim por dinheiro, porque ele sabia o que estava a dizer"
Felizmente nem todos pensam da mesma maneira**

Muito obrigada pela vossa atençao para com este desabafo de MAE

**Desculpa-me Mae
-Se algum dia tiver que me ausentar para longe de casa e de todos os que amo. Tu sabes que nunca o faria por dinheiro
mas tenho deveres a cumprir. Primeiro, pelo meu Juramento, feito ao meu Pais e segundo, pelos Homens que confiam
em mim, tanto quanto confio neles**
-Por saber o quanto sofremos com a sua ausencia, foi com estas palavras,que o meu filho me preparou para uma nova
Missao Humanitaria no Afeganistao, no entanto ele ja sabia mais do que me queria dizer.
-Dois dias depois, vi uma reportagem sobre o atentado do 11 de Setembro no EUA, as suas causas e consequencias.
Fiquei arrepiada, pois tudo aquilo em que acreditava, deixou de fazer sentido.
-Que confiança podemos ter nos Govenantes deste Mundo, quando para eles, nao somos nada mais que peças de um
jogo sem importancia,onde os intresses se sobrepoem ao sofrimento.
-Como é que vou conseguir acompanhar o meu filhos e os outos jovens, como ele, cheios de Esperança, no momento
de embarcarem, para uma dessas guerras premeditadas e muitas vezes forçadas, quando sei que so vao, a pensar em
ajudar a estabelecer a Paz no Mundo, para que possamos viver sem medo, quando a realidade é bem diferente?
**Desculpa-me tu, meu Filho
Pois nao te preparei para a traiçao, a falsidade e a maldade, que estas a encontrar pela vida fora.
Nao sao os militares que fazem as guerras. Elas sao feitas e ajustadas à medida dos interesses e ganancia de cada um.
Perdoa-me tambem, meu filho,
Por te ter ensinado a ser solidario e a pores em primeiro lugar quem de ti precisa, embora muitas vezes sejas, por
isso injustiçado.
Como mae, o meu coraçao sangra, no entanto, tens toda a minha força, pois eu, como tu, ainda quero ter razoes para
acreditar.
Tenho muio orgulho em ti,e em todos os que te acompanham e pensam da mesma maneira.
So me resta pedir a Deus, que os Acompanhen Guie e Proteja, Sempre.
Adoro-te meu filho
Sempre contigo
Mae

**Documento recebido na Associaçao de Comandos sem qualquer identificaçao.
Pelo seu conteudo decidimos publica-la**
Carta Copiada da Revista MAMA SUME n° 71
avatar
PEREIRA GARCEZ

Número de Mensagens : 77
Idade : 75
Data de inscrição : 04/05/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum