Vila de Monção - 2 Monumentos aos Combatentes do Ultramar?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Vila de Monção - 2 Monumentos aos Combatentes do Ultramar?

Mensagem por Pirada em Qui 26 Maio 2011, 2:27 pm

Rui Machado, companheiro de armas por terras de África,
Esclarecimento:
A Lápide nominal inaugurada, em 25/05/2008, foi projectada, executada e descerrada, praticamente sem a intervenção da Liga dos Combatentes.
A iniciativa no concelho de Monção, pertence(u) à delegação regional da Associação de Comandos de Viana do Castelo, em memória dos monçanenses falecidos na Guerra do Ultramar, muito embora lá conste o símbolo da Liga - vê o endereço http://comandosviana.blogspot.com/2008/05/fotos-do-2-encontro-dos-combatentes-em.html.
Agora, o núcleo local da Liga, mais os poderes locais, pretendem construir um Monumento para “homenagear todos os combatentes do concelho de Monção” e “deixar uma memória sobre a guerra às gerações actuais e futuras”.
Um aparte: É referido (na lápide nominal) que terão sido «13» os monçanenses mortos em campanha. No entanto, até à presente data apenas existem referências fidedignas a 12 militares, como naturais daquele concelho.

_________________

avatar
Pirada
Admin

Número de Mensagens : 721
Data de inscrição : 19/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Monção - 2 Monumentos aos Combatentes do Ultramar?

Mensagem por RuiMachado em Qui 26 Maio 2011, 1:34 pm

Muito curiosa a notícia publicada no site da Liga dos Combatentes, datada de 25Abr2008:

Monção - Inauguração de Memorial aos Combatentes do Ultramar

25MAI2008 - Foi inaugurado um memorial em Monção de Homenagem aos militares daquele Concelho falecidos em combate na Guerra do Ultramar Português. Este memorial foi construído na principal praça pública desta vila. Em representação do Presidente da Direcção Central da LC, esteve presente o Secretário-Geral, Coronel Adalberto André Travassos Fernandes.


A cerimónia foi organizada pelo Núcleo de Monção e pela Câmara Municipal de Monção representada pelo Vice-Presidente e Vereador da Cultura e Espaços Urbanos. Foi prestada homenagem aos combatentes mortos na Guerra do Ultramar, estando presente uma força militar de escalão pelotão do Regimento de Cavalaria nº 6 – Braga com terno de clarins e fanfarra que executaram as manobras de homenagem.

Cerimónia de grande intensidade e de elevação emocional e patriótica. Estiveram presentes do Ministério da Defesa Nacional, Dra. Catarina Figueiredo, representantes dos Núcleos e da Liga dos Combatentes da Região, Associações de Combatentes, Associações Cívicas e Culturais.

O Secretário-Geral da LC, Cor Adalberto Travassos Fernandes, o Vice-Presidente da Câmara e o Presidente do Núcleo no seguimento da Cerimónia procedeu ao descerramento do memorial a que se seguiu a evocação religiosa e as honras militares. Estas cerimónias decorreram no âmbito das festividades do Corpo de Deus na Vila de Monção.

Na sequência dos actos oficiais o Secretário-Geral da LC dirigiu umas breves palavras aos cerca de 300 participantes, tendo agradecido em nome da LC, o apoio da Câmara Municipal de Monção a presença de todos e felicitou e incentivou o Núcleo a continuar a sua actividade na defesa e expansão das ideias patrióticas da Liga dos Combatentes.

No site: http://www.ligacombatentes.org.pt/arquivo_de_noticias/mais/58
avatar
RuiMachado

Número de Mensagens : 16
Idade : 67
Data de inscrição : 08/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vila de Monção - 2 Monumentos aos Combatentes do Ultramar?

Mensagem por RuiMachado em Qui 26 Maio 2011, 1:23 pm

Transcrição da notícia de 23/05/2011 - in http://www.tvminho.net/10/post/2011/5/76-aniversrio-da-liga-dos-combatentes-ncleo-de-mono.html?
76º Aniversário da Liga dos Combatentes (Núcleo de Monção)
05/23/2011

No âmbito do 76º aniversário da Liga dos Combatentes, núcleo de Monção, foi apresentado, no passado sábado à noite, no auditório da Casa do Curro, o projecto do futuro monumento aos combatentes na guerra do ultramar da autoria do artista monçanense, Ricardo de Campos.

Na cerimónia, que contou com o presidente da Câmara Municipal de Monção, José Emílio Moreira, o artista referiu que o monumento idealizado pretende “homenagear todos os combatentes do concelho de Monção” e “deixar uma memória sobre a guerra às gerações actuais e futuras”.

Segundo Ricardo de Campos, a esfera angular sinaliza a dimensão do império português e as cerca de 30 armas G3 obsoletas, que serão colocadas à volta da esfera, evocam, de forma simbólica, o sangue dos combatentes deixado em África.

“Antes de idealizar o monumento fiz uma pesquisa, onde constatei que a homenagem aos combatentes nos vários concelhos do país obedece à ideia padrão de um soldado com uma espingarda” referiu Ricardo de Campos, esclarecendo que “o monumento agora apresentado aborda um formato diferente, sendo mais provocatório e aberto a interpretações variadas”.

O autarca monçanense, José Emílio Moreira, observou que a “evocação dos jovens que tudo deram à pátria” constitui “um acto de gratidão e uma homenagem sentida e profunda” que “nunca deve esmorecer para que continue bem viva no presente e no futuro”.

Comprometendo-se a apoiar “esta peça brilhante idealizada por um artista da nossa terra”, José Emílio Moreira alertou para a necessidade da sociedade civil participar na construção deste projecto e lembrou que a localização pretendida, na rotunda em frente ao antigo edifício da estação da CP, deverá ser objecto de análise em virtude do enquadramento paisagístico e arquitectónico já definido para aquela área.

Entre 1961 e 1974, 4163 jovens monçanenses oriundos de 32 freguesias (na altura ainda não existia a freguesia de Cortes) foram enviados para a Guerra do Ultramar. Deste número, 13 morreram em combate. Os seus nomes constam de uma lápide localizada na Praça Deu-la-Deu.

------------------------------------------
O meu comentário ali exposto:
Na notícia supra de 23/05/2011: "... foi apresentado, no passado sábado à noite, no auditório da Casa do Curro, o projecto do futuro monumento aos combatentes na guerra do ultramar da autoria do artista monçanense, Ricardo de Campos....". Então e o outro monumento em Monção que tem o título: "À memória dos Combatentes do Concelho de Monção Mortos pela Pátria na Guerra do Ultramar" - com os distintivos da Câmara Municipal de Monção e da Liga dos Combatentes que podem ser vistos em http://ultramar.terraweb.biz/Memoriais_concelhos_Moncao.htm - Será que a Vila de Monção vai passar a ter dois monumentos aos Combatentes do Ultramar? Não é uma crítica, mas ... não é demais 2 na mesma Vila?
Cumprimentos
Rui Machado (Vila Real)
Guiné 1970/1972, em rendição individual


avatar
RuiMachado

Número de Mensagens : 16
Idade : 67
Data de inscrição : 08/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Monção - 2 Monumentos aos Combatentes do Ultramar?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum