«Ainda não se fez a conciliação com os combatentes do Ultramar»

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

«Ainda não se fez a conciliação com os combatentes do Ultramar»

Mensagem por Pirada em Sex 16 Dez 2011, 12:06 am


[...]
Ainda não se fez a conciliação com os combatentes do Ultramar

Já foram editados muitos livros e foram produzidos muitos documentários sobre a guerra colonial mas falta ainda falar mais sobre o problema e fazer o verdadeiro acerto de contas com os jovens que interromperam uma vida para combater na guerra.

Quem o diz é o vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita, que partiu para Moçambique em 1972 para cumprir o serviço militar. Houve um tempo em que não conseguia falar do assunto mas hoje já aborda mais naturalmente o tema. “Tem que haver uma conciliação com esta geração. Não podemos ser esquecidos como uma coisa que foi usada e de que agora se tem vergonha. Não tivemos culpa”, argumenta.

Nos últimos dois anos viajou para Moçambique onde, ironia do destino, trabalha actualmente um dos dois filhos. Sentiu necessidade de voltar ao antigo palco de guerra agora com mais tranquilidade. Foi uma espécie de exorcismo.

“A guerra é sempre uma coisa estúpida. Quando chegámos ainda jovens, mesmo sem grande consciência política, todos começámos a fazer interrogações. O que estávamos ali a fazer? O que estávamos ali a defender? O que é certo é que entre todas estas reflexões alguns de nós levaram um tiro ou ficaram feridos”.

O que custa a Alberto Mesquita é que sucessivos governos ainda não tenham feito justiça aos jovens que foram enviados para a guerra. O Estado tem a obrigação de apoiar as pessoas que nunca conseguiram endireitar-se por causa dos problemas psicológicos. “Tem que haver esforço mais efectivo de procura de pessoas que devido à guerra continuam a ter problemas”, defende.

A Alberto Mesquita choca-o que corpos não tenham sido trasladados porque as famílias não tinham dinheiro para assumir essa despesa. Há quatro ou cinco anos o seu pelotão, entretanto mais reduzido, reúne-se regularmente. “Há pessoas que vamos buscar para o nosso encontro porque têm dificuldades financeiras”, ilustra.
[...]
Palavras de Alberto Mesquita, antigo combatente da Guerra do Ultramar, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira

in "O MIrante" - http://www.omirante.pt/noticia.asp?idEdicao=54&id=48922&idSeccao=544&Action=noticia

_________________

avatar
Pirada
Admin

Número de Mensagens : 711
Data de inscrição : 19/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum