29Jun2013: Combatentes do Ultramar, Barroselas – Viana do Castelo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

29Jun2013: Combatentes do Ultramar, Barroselas – Viana do Castelo

Mensagem por Pirada em Ter 02 Jul 2013, 6:14 pm

29Jun2013: Combatentes do Ultramar, Barroselas – Viana do Castelo
Informação, imagens e texto do veterano Sousa de Castro, ex. 1º Cabo Radiotelegrafista da CArt3494 do BArt3873



Como já é tradição a comissão de Combatentes do Ultramar de Barroselas, levou a efeito no dia 29 de Junho de 2013, o XIII Convívio/Encontro.
Pelas 11,00 horas, procedeu-se ao início da cerimónia com, hastear da Bandeira Nacional, junto ao Monumento dos Combatentes ao som de toque apropriado, pela Fanfarra do “Agrupamento 85 dos Escuteiros de Barroselas”, seguido de missa em honra por todos que morreram ao serviço de Portugal, na Capela de S. Sebastião. Missa concelebrada por vários sacerdotes e antigos capelães do Exército, nomeadamente pelo, ex. Alf. Grad. Capelão - Manuel Martins da Costa Pereira, que serviu o Estado Português na Guiné no BART 3873, no período de Dezembro de 1971 a Abril de 1974.
No final, depois de várias intervenções alusivas ao evento pelas autoridades convidadas, homenageou-se os combatentes vivos e falecidos com deposição de uma coroa de flores junto ao monumento.
Pelas 13,00 horas, animado almoço num restaurante local, com um momento alto ao ser declamado um poema transcrito abaixo da autoria do veterano da Guerra do Ultramar, João Ballester.  
SC


COMBATENTE DO ULTRAMAR

Soldado forte, destemido
Da tua Pátria partindo
Com rumo desconhecido,
Cheio de esperança, sorrindo
Caminhas-te de rosto erguido

Soldado firme, homem leal,
Cumpridor do teu dever,
Lutaste na guerra colonial
Mas antes quebrar que torcer
Na tua alma, de raça imortal

Soldado das amargas ilusões
Que sofreste no Ultramar
Vivias em tuas lamentações
Mas também sabias rezar
E suportar tuas aflições

Que no Ultramar lutando
Nunca mostraste vaidade
Quantas vezes, chorando
Da família com saudade
Só desejavas a felicidade

Soldado que sempre contigo
Tens no peito a Pátria mãe
De quem tu és um amigo
Amigo como talvez ninguém
Eu te saúdo e bem digo

És a virtude, a nobreza
Do sentimento profundo
És o trabalho, a riqueza
Foste o exemplo do mundo
És a pura alma, portuguesa

João Ballester



João Ballester (autor do Poema)

Algumas fotos:


Sousa de Castro com o ex. Alf. Grd. Capelão do BART 3873 Manuel Martins da Costa Pereira






_________________

avatar
Pirada
Admin

Número de Mensagens : 685
Data de inscrição : 19/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum