01Dez2012: Castelo Branco - imposição de 49 condecorações a Combatentes na Guerra do Ultramar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

01Dez2012: Castelo Branco - imposição de 49 condecorações a Combatentes na Guerra do Ultramar

Mensagem por Pirada em Qui 15 Ago 2013, 7:54 pm

Enviado pelo ex- Furriel Mil.º de Infantaria Manuel Henriques dos Arcos, do Batalhão de Caçadores1912:

Texto extraído do site da Liga dos Combatentes
http://www.ligacombatentes.org.pt/upload/.castelobranco/noticias/008.htm

NÚCLEO DE CASTELO BRANCO - COMEMORAÇÕES DO 89º ANIVERSÁRIO
01.12.2012

O Núcleo de Castelo Branco da Liga dos Combatentes, comemorou no passado dia 1 de dezembro de 2012 o seu 89º Aniversário. Pelas 09H30, cerca de centena e meia de sócios, familiares e convidados, concentraram-se na sede do Núcleo para assistirem ao hastear da Bandeira Nacional e também da bandeira da Liga dos Combatentes. Na rotunda do Combatente, ponto alto das cerimónias, onde se encontra um monumento alusivo aos Combatentes e após o discurso do Presidente do Núcleo COR INF RES Rodrigues Alves, em que agradeceu a presença do Secretário Geral da Liga, COR REF Lucas Hilário, do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, Dr. Luís Correia, e demais convidados, dirigiu-se aos Sócios do Núcleo, recordando a história do Núcleo, e por conseguinte, a sua origem em 1923, que surgiu na nossa cidade, por iniciativa do Advogado, Dr. António Crucho Dias, a Agência de Castelo Branco, da Liga dos Combatentes da Grande Guerra, sendo assim uma das mais antigas do país. Lembrou-se então, o Dr. António Crucho Dias, como Presidente, Tenente António Antunes Basílio, como secretário e o Capitão João da Silva Caio, como Tesoureiro, que constituíram a primeira direção.

“Durante os 89 anos de existência do Núcleo de Castelo Branco, da Liga dos Combatentes, muitas vissicitudes, marcadas por variadíssimas razões e alterações, que marcam a história do nosso Núcleo. Todavia e certamente, todos os Combatentes que ao longo destes 89 anos, que fizeram e fazem presentemente parte desta grande familia, que se reune no Núcleo de Castelo Branco, da Liga dos Combatentes, tiveram a sua extraordinária dedicação e empenho, com os mesmos interesses, entre outros, a nossa Pátria, a nossa bandeira e a solidariedade. Nunca, como hoje estes sentimentos, têm que estar e continuar a serem os nossos companheiros desta viagem, que decidimos percorrer, com as curvas, que por vezes se nos deparam e também nos atormentam, quer no passado, quer hoje, 89 anos depois.”. O nosso Secretário Geral, COR Lucas Hilário, proferiu algumas palavras, enaltecendo de uma forma sentida, a figura do Combatente, desde que Portugal se constituíu como Nação, até aos nossos dias. Agradeceu também à Câmara Municipal de Castelo Branco, como um excelente exemplo de uma autarquia que apoia o Núcleo e o sente como uma das Instituições mais prestigiadas, pelo seu dinamismo e dinamizador da Solidariedade, que tem sido a “bandeira” da Liga dos Combatentes.

Após a homenagem aos Mortos, em que o nosso Sócio e Combatente, Padre Sanches, proferiu uma oração alusiva ao significativo e emotivo momento, procedeu-se à colocação de uma coroa de flores. De seguida foi efectuada a imposição de 49 condecorações a Combatentes na Guerra do Ultramar, que em Angola, Guiné, Moçambique e Timor, prestaram o seu serviço militar e como exemplo de coragem, honraram o nome de Portugal, e assim foi reposta a história ao impor-lhes ao peito a merecida Condecoração. De salientar que esta cerimónia foi pela primeira vez realizada pelo Núcleo de Castelo Branco.

Posteriormente foram inauguradas as exposições/coleções visitáveis, no Cybercentro da Câmara Municipal de Castelo Branco, nas instalações do antigo Quartel de Cavalaria, subordinadas aos seguintes temas: “Recordando a guerra do Ultramar, 50 anos depois”, pertencente à Junta de Freguesia de Oleiros, iniciativa desta Junta de Freguesia, em que efectuou uma recolha de fotos dos Combatentes no Ultramar da sua freguesia e depois as colocou em quadros e também “Castelo Branco e as suas ex.Unidades Militares”. Estas exposições, constituíram para todos uma revisitação da história e um sentimento nostálgico que tocou todos os presentes, em que a sensibilidade e o sentimento, tocaram pronfundamente, os Combatentes e as suas familias. As refridas exposições estarão patentes ao público de 1 a 31 de dezembro de 2012. De seguida foi celebrada uma missa na igreja de Nossa Senhora do Rosário, por intenção dos sócios falecidos, em especial durante o ano de 2012 e por todos os que pereceram em defesa da Pátria. O Padre Sanches mais uma vez, enalteceu na sua homília, a figura do Combatente e com um conhecimento profundo, pois que ele próprio serviu no Exército, como Capelão militar, mais concretamente em Angola. Como é já habitual a missa terminou com o Hino Nacional.

Finalmente, o pograma foi concluído com um almoço em que todos, recordaram as suas histórias e que proporcionou uma familiaridade que é comum nestes Encontros. Assim terminaram as Comemorações do 89º aniversário do Núcleo de Castelo Branco, da Liga dos Combatentes, sem antes entoarmos o Hino do Combatente e cantarmos os parabéns por mais este aniversário.



_________________

avatar
Pirada
Admin

Número de Mensagens : 711
Data de inscrição : 19/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum